Réguas de patchwork improvisadas

Quem está começando a se interessar por patchwork, que ainda está nos primeiros passos, sabe como é caro começar! A base, os cortadores (e lâminas, que cegam rápido, rápido), as réguas, o próprio tecido… O investimento é alto. Não sou a favor de gambiarras, mas tem coisas que podemos, sim, fazer de uma forma mais simples e que vai funcionar bem.

Pois é, nem todo mundo tem a sorte de ter um marido marceneiro (ou pedreiro, ou mecânico – a necessidade é que vai dizer! kkkk) mas para minhas costuras, o fato de ter um marido marceneiro me ajudou muito (senão ele teria que ser muito rico, para poder pagar por tudo que eu peço para ele fazer kkkk). Eu fiz no meu quarto um bancada no canto oposto à cama, próximo à janela, onde dá para costurar e usar o notebook. Ele forrou com uma fórmica bem resistente, que eu uso para cortar os tecidos – ou seja, já economizei na base, pois a graduação não me fez falta nenhuma. Quando quero marcar uma medida, uso a fita métrica como as costureiras fazem há muito tempo.

WP_20150920_002

Faltou a cadeira, que ele fez sob medida para mim, por causa das minhas dores nas costas. Outra coisa que é cara do patchwork são as réguas. Ele fez para mim essas aí:

WP_20150920_001

Você pode até pensar: “Mas não é transparente”. Olha, para mim, não fez falta. Eu pensei muito nesses medidas antes de pedir que ele cortasse o MDF para mim. Consegui umas réguas que combinam entre si e servem para muitos trabalhos que faço, pois uso sempre uma margem de costura de 1 cm, que já está incluída na régua. E como falei antes, a graduação não me faz falta nessas réguas porque já sei as medias dela e quando quero outra medida, faço uma marcação com fita métrica. E sempre há a possiblidade de aparecer a necessidade de uma régua com uma medida nova, para um trabalho diferente, aí peço para fazer naquela medida. Além dessas tenho um esquadro e uma régua de 50 cm que servem para eu fazer a modelagem das roupas e bolsas no papel.

Você pode procurar uma marcenaria na sua cidade e pedir que cortem réguas na medida que você quiser, num MDF bem fininho, tipo uns 3mm. Dá até para fazer de papel paraná ou papelão.

Quanto aos cortadores, eu tenho dois, mas não uso mais. São muito úteis, mas as lâminas cegam muito rápido, e não são baratas (apesar de que, como sempre, já consegui um jeito de amolá-las, mas não ficam 100%). Marco tudo com giz, caneta ou lápis mesmo e corto com tesoura. A maioria dessas marcações não aparecem, pois ficam além da margem de costura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s